Unicorn Holic

Como montar um mini estúdio

Olá meus unicórnios, como estão?

 

Sabe aquele momento em que você quer fotografar algo e não sabe como? E sonha em ter um estúdio fotográfico em casa? Pois é, passei por isso diversas vezes! Principalmente no momento de tirar fotos dos sapatos.

Antes, colocava uma mesinha encostada na parede  branca, algum tecido branco, o sapatinho, e batia as fotos. Elas não ficaram de todo ruim, porém também não ficaram boas.

Foi aí que um amigo me apresentou um tutorial para fazer um mini estúdio em casa de forma simples e barata, e resolvi compartilhar com vocês!

Você só vai precisar de:

– uma caixa de papelão grande o suficiente para caber com bastante folga o item que você vai tirar fotos;

-EVA branco ou cartolina branca;

–  tesoura ou estilete;

– Durex;

– Luzes de Led (tutorial aqui)

Após isto, basta fazer retângulos grandes em 3 lados da caixa, cobrí-los com a cartolina/eva, pregá-los com durex e pronto! O estúdio em si está montado.

Para a iluminação ficar pronta é fácil: basta pegar os discos de luzes de led e colocá-los ao lado dos 3 lados cortados. Após isto, basta colocar algo para o fundo ficar branco. Nas primeiras vezes eu usei tecido branco. NÃO COMETAM ESSE ERRO! pois ele acaba com a qualidade das fotos, como vocês podem ver:

É bom comprar um papel cartão e uma cartolina branca, os cortando de acordo com as medidas da caixa.

Obs: o fundo branco tem que cobrir não só a parte vertical, mas a horizontal também, para que o produto fique “envolto” em um fundo branco, tornando a edição mais fácil.

E esse é o resultado sem tratamento, e com tratamento!

Espero que gostem!

Peguei o tutorial daqui:

Beijos e até o próximo arco íris!

Vanessa Borges

Manga cigana – Boho x Lolita

trend

 

Olá meus unicórnios, como estão?

 

Hora de falar um tiquinho de moda e tendências!  Quem acompanha (pelo menos um pouquinho) a moda tida como “comum”, deve ter notado que já fazem algumas estações que o estilo Boho está em voga, e pelo que parece, vai ficar por um bom tempo, deixando o estilo “rocker” em segundo plano.

Tá, e daí Vanessa?

E daí que muitas vezes essas tendências migram para Lolita, mesmo que de forma mais discreta, como é o caso do Boho Chic. Ele aparece em pequenos detalhes como aviamentos de vestidos e saias, mas o destaque maior está nas blouses de manga “cigana” ou “boca de sino”. Elas tem aparecido no estilo com bastante frequência e parecem ser as novas queridinhas entre as Lolitas. Brands e marcas chinesas já estão produzindo peças neste estilo, com manga comprida ou mais curta.

Particularmente acho uma combinação bastante inusitada e elegante, dando um aspecto totalmente diferente a alguns detalhes que já estão “batidos” Porém devido à minha estrutura física, tenho certeza de que as blouses não ficariam bem em mim.

Que tal conferir algumas sugestões de looks Lolita e “normais” com estas peças? E porque não fazer um crossover entre as duas?

Em Lolita:

 

Boho Chic

E vocês, o que acham?

 

Beijos e até o próximo arco íris!

Vanessa Borges

UH TV – Unboxing Nanquim Studio

Olá meus unicórnios, como vão?

Agora sim, definitivamente estou de volta! WEEEEEE ♥♥

Esse vídeo era para ter saído mês passado, mas, não tive como editá-lo. Prometo que não ficarei mais ausente no canal ok?!

Vamos ao que interessa: Mais um unboxing lindo da Nanquim Studio!

Nesse vídeo mostro tudo que comprei como presente de aniversário e os detalhes do que recebi! Confira tudinho no vídeo abaixo!

Não se esqueça de nos seguir no youtube para ficar por dentro de todas as novidades que estão pro vir! E se gostou, não custa nada deixar um “joinha” né?!

A sim, fica aqui a foto de como a case fica ♥

MYXJ_20160603183608_save

Para encomendar com a Nanquim:

Facebook / Instagram / Site / Youtube

 

Espero que tenham gostado!

 

Beijos e até o próximo arco íris!

Vanessa Borges

Destaques do mês – AF&LBN

large (3)

 

 

 

 

Olá meus unicórnios, como vão?

Hoje trago as postagens deste mês que mais gostei no AF&LBN!

 

1 – Goodbye Johannah: Guarda roupa Mori

Bom, eu amo o estilo Mori, mas é aquele tipo de estilo que acho lindo nos outros, mas não combina comigo. Porém é sempre bom conhecer um pouco mais sobre estas tendências não é?

 

2 – Lost in Wonderland: Holy Lantern Review

O que falar do review de um dos meus dream dresses? É muito emocionante ver  uma pessoa contando todos os detalhes de um vestido, porque sei como é abrir aquele vestido que a gente taaanto esperou! Vale muito a pena ler ♥

 

3 – Aline Aire – 10 coisas que eu amo em Lolita

Super divertido, o post fala um pouquinho mais do que a Aline ama em Lolita, concordo com praticamente tudo, e claro, amei o fato de ela ter citado os sapatinhos do Unicorn Holic! ♥

 

E então, o que vocês gostaram de ler nesse mês?

 

Beijos e até o próximo arco íris!

Vanessa Borges

Não iremos nos calar!

images-of-sad-girls

 

Olá meus unicórnios, como vão?

Hoje não venho com novidades, tendências ou qualquer outro assunto do gênero. Hoje vim falar do caso que tirou meu sono e que mais do que nunca está fazendo com que eu ande assustada na rua. Quando li a reportagem sobre a jovem de apenas 16 anos que foi estuprada por mais de 30 homens de forma bárbara e desumana, realmente fiquei sem chão. Senti um amargo na boca, um nó na barriga e principalmente uma dor imensa no coração. Se eu falasse que imagino o que ela sentiu, e o que ela está sentindo hoje, seria uma mentira.

Não tenho como nem chegar perto de imaginar o que essa moça está passando, e o que ela passou. As marcas que irá carregar para o resto da vida, e o sofrimento em que ela foi bruscamente jogada.

“meu ex fez isso por pensar que eu estava traindo ele”

O engraçado, é que se fosse a mesma cena, no cenário em que ela estivesse achando que ele estava a traindo, ela provavelmente conversaria/terminaria/brigaria com o mesmo, e sairia da história como a “louca chifruda” como já vi tantas e tantas vezes acontecer.

A cada dia que passa fico mais incomodada com a postura da sociedade, da marginalização da mulher e a forma como ela é tratada como objeto e como culpada. Culpada por sair com uma roupa curta, culpada por usar decote, culpada por falar palavrão, culpada por andar com meninos, culpada até por ser mais inteligente e mesmo assim não ter reconhecimento.

É nojento ver a forma como algumas pessoas ainda tentam colocar a culpa nesta menina, que foi dopada. É nojento ver como esses seres nem se quer a consideraram humana. É nojento ver que mesmo assim, ainda existem pessoas compartilhando a foto dela e o vídeo do que ocorreu nas redes sociais. É NOJENTO ver que existem seres que se acham no direito de cometer um crime como este.

Concordo que o mundo está mudando. Mas em passos tão lentos que se pudesse simplesmente dava um “tabefe no meio das ventas” para ver se as coisas mudariam mais rápido.

Quantas “Marias” precisarão ser estupradas em grupo? Quantas “Joanas” precisarão morrer em um crime como este? Quantas “Larissas” precisarão largar o emprego que tanto lutaram para conseguir por assédio? Quantas “Marianas” precisarão andar com medo na rua? Quantas mulheres precisaram passar por isso para que uma atitude de fato seja tomada?

Há alguns anos, achava o feminismo uma idiotísse, típico de quem não se informa e vai apenas pela opinião escassa alheia. Mas após ler, me informar e principalmente ter contato, vi que o que mais precisamos é de união e principalmente voz. Voz para acabar com estes crimes, voz para acabar com a desigualdade, voz para lutar por justiça e especialmente voz para MOSTRAR O ORGULHO DE SERMOS MULHERES E O DIREITO DE IGUALDADE.

 

E só mais um recadinho: nunca coloque a culpa na vítima. Ao fazer isso você se torna tão culpado quanto quem cometeu o crime.

 

Beijos e até o próximo arco íris.

Vanessa Borges