Unicorn Holic

Festival da coxinha

festival da coxinha

Olá meus unicórnios, como vocês estão?

 

No domingo passado aconteceu na Av. Paulista o festival da coxinha e do sonho. Fiquei realmente animada, afinal, amo as duas coisas!

Saimos  de casa às 15:00 e decidimos ir a pé, pois a Paulista fica fechada aos domingos. Foi a primeira vez que fui na avenida em um domingo, e realmente é um passeio bastante gostoso. Com várias pessoas vendendo roupas, acessórios, quadros entre outras mil coisas, fiquei encantada com vários quadros que vi (mas dinheiro que é bom, cadê né?), além de várias bandas de vários ritmos e várias apresentações de dança. Enfim, foram várias impressões em pouco tempo.

Ao chegar no local onde ocorria o evento, nos deparamos com filas gigantescas, e aí, tomamos a decisão de ir em qualquer outro lugar para comer, afinal de contas, a fome estava nos matando!

Uma parte do grupo foi ao Ragazzo, e eu e a Lari decidimos comer na padaria Xodó. Pedi um folheado de presunto e queijo e uma coxinha de frango com catupiry,  porque não vim ao mundo para brincadeira. AMEI ambos os salgados, e já quero voltar lá para comer novamente!

Então fica a sugestão: não deixe de ir até a Paulista no domingo!

Vanessa Borges

Novidades do mês – Unicorn Holic Store

novidades do mês

 

Olá meus unicórnios, como estão?

Já faz um tempinho desde o último post de novidades da loja, e claro, vamos voltar aos costumes, afinal, nem todo mundo tem tempo para acompanhar tudo que posto na nossa fanpage!

Então vamos lá!

No mês de junho lançamos novas cores do nosso modelinho super amado SH011 que por sinal me lembraram imediatamente a Jasmine e a Sailor Netuno, assim como o novo modelo SH049 com uma pegada mais grunge, e um sh010 em duas cores, que ficou extremamente fofo, não acham?

shoooooeeesss

 

Qual foi o seu preferido?

Vanessa Borges

App da semana – Perfect 365

perfect365-photo-beautifier-1

 

Olá meus unicórnios, como vocês estão?

 

No post de hoje vou falar um pouquinho sobre um app que estou usando há um tempinho. Seguindo a expressão: “o que falar desse app que mal conheço e já considero pacas”, o Perfect 365 praticamente faz um milagre!

Mas qual é a diferença dele para outros apps de fotografia? Simples, ele te maquia. COMOÉQUIÉ?

Sim, meus caros, você pode estar com aquela cara de ontem, mas só usar sua câmera no modo selfie, e escolher a maquiagem que deseja, e pronto, selfie com a maquiagem perfeita!

*dica da amiguinha unicórnia aqui: é super divertido tirar selfie do namorado ou amigos com esse app, pois no modo câmera ele também deixa a pessoa maquiada. FIKDIK!

Tirando essa aplicação, que já faz você morrer de amores por esse app, você também pode tratar fotos tiradas anteriormente, ou seja, se você borrou a maquiagem ou quer um cílio mais dramático, uma cor de batom diferente, simples, só utilizar o aplicativo!

Que tal testar?

 

Me digam o que acharam!!

 

Beijos e até o próximo arco íris!

Vanessa Borges

Almofadas Disney

Olá meus unicórnios, como vão?

Bom, como todos já sabem, sou fanática pela Disney. Desde pequena assisto os desenhos, sei as músicas e falas dos filmes de trás para frente.

E o que falar da minha obsessão de comprar TUDO que vejo da princesa Jasmine? Sim, é verdade.

Ela é minha princesa favorita, e tudo que vejo dela fico querendo comprar (Angelic Pretty favor fazer um collab. Obrigada!). Tenho acessórios, maquiagem, perfume, blusas, esmaltes, tatuagem…e por aí vai.

Eis que a Riachuelo, que por sinal está me surpreendendo com os lançamentos voltados para o público geek, lançou uma coleção de almofadas especial para o dia dos namorados.

Esse post era para ter saído antes? Talvez, mas o intuito é divulgar as almofadinhas lindas, afinal, é sempre bom ganhar presente, mesmo que não seja em data comemorativa né?!

Custando R$ 39.90, elas trazem as princesas e os seus príncipes. Nem preciso dizer que vou procurar a da Jasmine até os confins da terra né?

 

 

Um acessório maravilhoso para decorar seu quarto, além de ser um preço acessível!

 

E vocês, com o que gostam de decorar seus quartos?

 

Vanessa Borges

Não iremos nos calar!

images-of-sad-girls

 

Olá meus unicórnios, como vão?

Hoje não venho com novidades, tendências ou qualquer outro assunto do gênero. Hoje vim falar do caso que tirou meu sono e que mais do que nunca está fazendo com que eu ande assustada na rua. Quando li a reportagem sobre a jovem de apenas 16 anos que foi estuprada por mais de 30 homens de forma bárbara e desumana, realmente fiquei sem chão. Senti um amargo na boca, um nó na barriga e principalmente uma dor imensa no coração. Se eu falasse que imagino o que ela sentiu, e o que ela está sentindo hoje, seria uma mentira.

Não tenho como nem chegar perto de imaginar o que essa moça está passando, e o que ela passou. As marcas que irá carregar para o resto da vida, e o sofrimento em que ela foi bruscamente jogada.

“meu ex fez isso por pensar que eu estava traindo ele”

O engraçado, é que se fosse a mesma cena, no cenário em que ela estivesse achando que ele estava a traindo, ela provavelmente conversaria/terminaria/brigaria com o mesmo, e sairia da história como a “louca chifruda” como já vi tantas e tantas vezes acontecer.

A cada dia que passa fico mais incomodada com a postura da sociedade, da marginalização da mulher e a forma como ela é tratada como objeto e como culpada. Culpada por sair com uma roupa curta, culpada por usar decote, culpada por falar palavrão, culpada por andar com meninos, culpada até por ser mais inteligente e mesmo assim não ter reconhecimento.

É nojento ver a forma como algumas pessoas ainda tentam colocar a culpa nesta menina, que foi dopada. É nojento ver como esses seres nem se quer a consideraram humana. É nojento ver que mesmo assim, ainda existem pessoas compartilhando a foto dela e o vídeo do que ocorreu nas redes sociais. É NOJENTO ver que existem seres que se acham no direito de cometer um crime como este.

Concordo que o mundo está mudando. Mas em passos tão lentos que se pudesse simplesmente dava um “tabefe no meio das ventas” para ver se as coisas mudariam mais rápido.

Quantas “Marias” precisarão ser estupradas em grupo? Quantas “Joanas” precisarão morrer em um crime como este? Quantas “Larissas” precisarão largar o emprego que tanto lutaram para conseguir por assédio? Quantas “Marianas” precisarão andar com medo na rua? Quantas mulheres precisaram passar por isso para que uma atitude de fato seja tomada?

Há alguns anos, achava o feminismo uma idiotísse, típico de quem não se informa e vai apenas pela opinião escassa alheia. Mas após ler, me informar e principalmente ter contato, vi que o que mais precisamos é de união e principalmente voz. Voz para acabar com estes crimes, voz para acabar com a desigualdade, voz para lutar por justiça e especialmente voz para MOSTRAR O ORGULHO DE SERMOS MULHERES E O DIREITO DE IGUALDADE.

 

E só mais um recadinho: nunca coloque a culpa na vítima. Ao fazer isso você se torna tão culpado quanto quem cometeu o crime.

 

Beijos e até o próximo arco íris.

Vanessa Borges